Programa da Afubra, dia 28 de fevereiro de 2015

No programa deste sábado, o tesoureiro Marcilio Drescher, comenta as visitas feitas às empresas de tabaco. Segundo ele, os negócios estão sendo feitos dentro da portaria e com rigidez na compra. Ainda, anuncia que no dia 03 de março, próxima terça-feira, inicia o pagamento dos danos provocados por granizo nas lavouras de associados. Na segunda parte do programa, o assessor de eventos agropecuários da Afubra, Marcio Almeida, fala sobre a Expoagro Afubra 2015, e informa que novamente haverá ônibus grátis nos três dias do evento (24, 25 e 26 de março de 2015) de hora em hora, saindo defronte à matriz da Afubra, no centro (Rua Júlio de Castilhos, 1031, Santa Cruz do Sul).

Programa 28-02-2015 parte 1

Programa 28-02-2015 parte 2

Elpidio Jair Iser
Assessoria de Comunicação


Granizo: Pagamento das indenizações

Inicia terça-feira, dia 03 de março, o pagamento dos prejuízos provocados por granizo da safra 2014-15. O entrevistado, Marcilio Drescher, tesoureiro da Afubra, acrescenta que primeiro recebem os produtores que já pagaram sua OP (Ordem de Pagamento). Ele também confirma que os prejuízos desta safra são inferiores aos registrados na safra passada.

Entrevista_Marcilio_Drescher_tesoureiro_da_Afubra

 

Elpidio Jair Iser
Assessoria de Comunicação


TABACO: Entidades marcam nova reunião com empresas

Uma nova e definitiva rodada de negociação de preço para a safra 2014/2015 está sendo proposta pela representação dos fumicultores. Agendas com as fumageiras que ainda não assinaram o protocolo estão sendo marcadas para a próxima quinta-feira (05 de março) para discutir os pontos que vem preocupando os dirigentes e os fumicultores. “É preciso que se chegue a uma solução. Pelo Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que foi assinado com o Ministério Público, ao menos o custo de produção deve ser repassado aos produtores”, explica Marcílio Laurindo Drescher, tesoureiro da Afubra, ao enfatizar que o objetivo é de que todas as empresas cheguem ao percentual de reajuste de 6,4%.

A representação é formada pelas federações da Agricultura (Farsul, Faesc e Faep) e dos Trabalhadores Rurais (Fetag, Fetaesc e Fetaep) dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, e a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra).

 

Luciana Jost Radtke
Departamento de Comunicação Afubra


TABACO: Entidades acompanham comercialização

Representantes da Afubra, Fetag e Farsul realizaram na manhã de hoje (25) visitas às fumageiras Souza Cruz, Phillip Morris, JTI e CTA para acompanhar a comercialização de tabaco. Já consideradas de rotina e realizadas a cada ano, as visitas tem por objetivo verificar o andamento da comercialização, conversar com os produtores e identificar possíveis problemas. De acordo com a comitiva, verificou-se um acentuado rigor, por parte das empresas, na classificação do produto no momento da compra.

Os dirigentes destacam alguns pontos que devem ser adotados pelos produtores, para uma boa venda de tabaco:
- fazer a classificação do tabaco rigorosamente dentro de sua classe, pois a tolerância de mistura de classes, dentro da Portaria, é de 10%;
- cuidar com a umidade, pois as empresas estão fazendo a medição e o desconto quando é superior ao tolerado pela Portaria;
- cuidar com as impurezas e materiais estranhos ao tabaco;
- acompanhar na esteira a hora da classificação para eventuais dúvidas e esclarecimentos.

PREÇO
As entidades continuam mobilizadas para conseguir uma tabela única de preço para esta safra de tabaco. Contatos freqüentes são mantidos com as empresas que ainda não aderiram ao reajuste de 6,4%. A representação é formada pelas federações da Agricultura (Farsul, Faesc e Faep) e dos Trabalhadores Rurais (Fetag, Fetaesc e Fetaep) dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, e a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra).

 

Luciana Jost Radtke
Departamento de Comunicação Afubra


Programa da Afubra, dia 21 de fevereiro de 2015

Oficialmente, existem 142 dispositivos que atentam contra os fumantes no Congresso Nacional e Câmara dos Deputados. Para o presidente da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Tabaco, Romeu Schneider, que participa do programa deste sábado, o número é bem superior ao divulgado. O último, de autoria do deputado Darcísio Perondi, de Ijuí/RS, torna as embalagens genérica, isto é, com a destinação apenas de um pequeno espaço para a impressão da marca do produto. Para Schneider, é mais uma grande ajuda ao contrabando de cigarros. Na sequência, o coordenador de infraestrutura da Expoagro Afubra, Agostinho Wilges, fala sobre as melhorias no Parque.

Programa 21-02-2015 parte 1

Programa 21-02-2015 parte 2

 

Produção e edição:
Elpídio Jair Iser,
Departamento Comunicação Afubra