Escola de Santa Cruz recebe maior cheque do Bolsa de Sementes

11, julho de 2017

A escola municipal de ensino fundamental Felipe Becker, de Santa Cruz do Sul/RS, foi a escola que se destacou no recolhimento de sementes do programa Bolsa de Sementes, do Projeto Verde é Vida, no último ano ambiental. Na reunião de hoje, 11 de julho, na Bierhaus, em Santa Cruz do Sul, a escola recebeu um cheque de R$ 4.436,00, que pode ser trocado por mercadorias nas lojas da Agro-Comercial Afubra. A Bolsa de Sementes tem por objetivo desenvolver a diversificação das espécies florísticas, proporcionando ao educando uma atividade prática e à escola recursos para desenvolver seus projetos. Desde 2002 as escolas parcerias do Verde é Vida já coletaram 23.951 kg de sementes que foram distribuídas para 1.230 viveiros de todo o Brasil.

A reunião em Santa Cruz do Sul também reuniu alunos e professores das escolas parceiras do município anfitrião e de Passo do Sobrado, Rio Pardo, Sinimbu, Vale do Sol e Vera Cruz para a 1ª Fase da Etapa Regional da Mostra Científica. Foram 47 pesquisas apresentadas e, destas, cinco foram escolhidas para a 2ª Fase, no dia 1º de setembro, em Rio Pardo, onde será definido o trabalho que representa a Região de Atuação durante a 18ª Expoagro Afubra, de 20 a 22 de março de 2018. Classificaram-se: “Erva-Mate”, da escola Cardeal Leme, de Santa Cruz do Sul, das alunas Larissa Eduarda Wermuth e Luana Fantiny Staub, orientadas pela professora Ândrea Betina Lauschner; “Sementes Crioulas e Alimentação Saudável”, da escola São João Batista, de Vale do Sol, das alunas Julia Beatriz Konrath e Cíntia Rafaela Martin, orientadas pelo professor Mauro Martin Quoos; “Sustentabilidade e Economia: utilização da energia solar”, da escola Felipe Becker, de Santa Cruz do Sul, das alunas Samanta Letícia Rosa e Taís Zelina Grasel, orientadas pela professora Marua Cleci Severo Rosa; “Sustentabilidade e Saúde”, da escola Carlos Boettcher Filho, de Sinimbu, dos alunos Amanda Luísa Schultz e Gustavo Waechter Pranke, orientados pela professora Ingrid Waechter Kanitz; “Urina de vaca, um fertilizante natural”, da escola Carlos Boettcher Filho, de Sinimbu, dos alunos Maicon Alexandre Bach e Tales Fischer Schulz, orientados pela professora Ingrid Waechter Kanitz. As avaliações foram realizadas por alunos do curso de Ciências Biológicas, da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), sob a supervisão do professor Eduardo Lobo.

Para o vice-presidente da Afubra, Marco Antonio Dornelles, “vivemos mudanças e com cada vez mais velocidade de informações. Os trabalhos que os alunos realizam mostram essas mudanças com o que é produzido e consumido e a influência do meio rural no urbano e do urbano no rural”. Dornelles concluiu agradecendo a parceria das escolas na busca por soluções comuns a todos. A secretária de Educação de Santa Cruz do Sul, Jaqueline Marques de Souza, agradeceu a Afubra pelos 30 anos de atividades em prol do meio ambiente e elogiou “o empenho das escolas ao assumirem compromisso com a vida, com a sociedade e com as questões ambientais”.

 

Jorn. Luciana Jost Radtke

Tags: Verde é Vida, Ano Ambiental, Pesquisa Científica, Bolsa de Sementes

COMPARTILHAR:

Top